quarta-feira, 23 de abril de 2014

Mulher virtuosa, quem a achará?

Gostaria de começar citando a célebre frase “Amélia é que era mulher de verdade” da música “Ai que saudade da Amélia” de Mario Lago e Ataulfo Alves, composta a aproximadamente 70 anos. Tenho certeza que você já cantarolou ou já ouviu alguém mencioná-la se referindo àquela mulher dos sonhos.
Os dizeres dessa música relativamente recente já foram citados há milhares de anos atrás no livro de Provérbios capítulo 31. Citei no primeiro post aqui do #Depoisdos29 que há alguns anos atrás eu conheci (e tenho conhecido até hoje) os princípios cristãos. Sei que é um assunto polêmico, minha intenção não é discutir religião, mas sim falar um pouco meu testemunho, como minha vida mudou, como existe um amor maior e principalmente como a bíblia é viva, rica, atual e pode transformar vidas. Por isso hoje quero falar sobre os valores (ou inversão deles) da mulher atual e o que a Palavra nos fala sobre isso.

Quantas e quantas vezes ouvimos nossas mães, tias e avós dizerem “na minha época não era assim”? Assistimos filmes antigos onde pretendentes tinham que pedir a mão da amada a seu pai, o casal sair sozinho era uma afronta a sociedade, o corpo da mulher era revelado ao amado apenas após o casamento, dentre tantas outras práticas que hoje parecem absurdas ou inimagináveis. Sim, concordo que a sociedade muda, os tempos são outros, mas você já parou pra pensar “a que pé” as coisas estão caminhando? Que eles pudessem estar certos?

Eu casei muito nova (21 anos) e não me arrependo e nunca me arrependerei de tal escolha. Entendi o princípio da família, a importância de ser uma mulher auxiliadora e decidi estar ao lado (e ter ao meu lado) de um homem para faze-lo feliz, dividir minha vida e buscar nossos sonhos. Entendi o princípio bíblico da submissão, do papel da esposa e do marido e não, isso tudo não anula – de maneira nenhuma - os conflitos, apenas o modo como lidamos com eles.

Vamos ler o que diz Provérbios 31 (versículos 10 ao 31):
“Como é difícil encontrar uma boa esposa! Ela vale mais do que pedras preciosas!
O seu marido confia nela e nunca ficará pobre. Em todos os dias da sua vida, ela só lhe faz o bem e nunca o mal. Está sempre ocupada, fazendo roupas de lã e de linho. De lugares distantes ela traz comida para casa, como fazem os navios que carregam mercadorias. Ela se levanta de madrugada para preparar comida para a família e para dar ordens às empregadas. Examina e compra uma propriedade com o dinheiro que ganhou e faz nela uma plantação de uvas. É esforçada, forte e trabalhadora. Conhece o valor de tudo o que faz e trabalha até tarde da noite. Ela prepara fios de lã e de linho para tecer as suas próprias roupas. Ajuda os pobres e os necessitados. Quando faz muito frio, ela não se preocupa, porque a sua família tem agasalhos para vestir. Faz cobertas e usa roupas de linho e de outros tecidos finos. O seu marido é estimado por todos - é um dos principais cidadãos do lugar. Ela faz roupas e cintos para vender aos comerciantes. É forte, respeitada e não tem medo do futuro. Fala com sabedoria e delicadeza. Ela nunca tem preguiça e está sempre cuidando da sua família. Os seus filhos a respeitam e falam bem dela, e o seu marido a elogia. Ele diz: "Muitas mulheres são boas esposas, mas você é a melhor de todas."  A formosura é uma ilusão, e a beleza acaba, mas a mulher que teme o Senhor  Deus será elogiada. Dêem a ela o que merece por tudo o que faz, e que seja elogiada por todos.” (NLH)

UAU! Já pensou ouvir do seu marido: "Muitas mulheres são boas esposas, mas você é a melhor de todas". Podemos aprender muito nesses versos, essa mulher é: preocupada com a família, esforçada, forte, ajuda os pobres, não tem medo do futuro, fala com sabedoria e delicadeza, seus filhos a respeitam e seu  marido a elogia. Ela está colhendo tudo o que tem plantado: amor, cuidado, dedicação a família, prudência com as finanças. Eu quero ser essa mulher!
Quando nos casamos vivemos choque de culturas, de educações diferentes, de hábitos e prioridades, mas quando decidimos ser o melhor que o outro precisa esses são apenas detalhes a serem acertados com o tempo. A bíblia é tão atual que ela já nos previne de muita coisa explicando o papel de cada um no casamento... e funciona!
Eu quero (busco) melhorar sempre, aprender com os erros e não repeti-los. Cuidar de mim, de você e da Rosa (por enquanto) e esperar nossa promessa chegar.

Voltando para Amélia, qualquer semelhança é mera coincidência!

4 comentários:

  1. Essa passagem é demais! Tenho muito o que aprender ainda... mas chego lá!

    Bjos

    ResponderExcluir
  2. Carol que post lindo!! Me emocionei por me identificar com ele e ter a certeza que é essa Amelia que queremos ser...nos espelhar no proverbio 31 quando estiver en momentos tensos!! E mais legal ainda é saber que podemos compartilhar isso com pessoas que pensam da mesma forma!! Deus nos capacite e de Discernimento para edificar nossa casa! Bjus ju

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Que bom que gostou Ju, temos muito o que aprender e amadurecer e essa é a graça. Muito bom ter você para compartilhar!!!

      Excluir