quinta-feira, 17 de julho de 2014

Sara, ela não desistiu!

Imagine que alguém te prometa algo e passe anos e mais anos e nada da promessa se cumprir, você quer muito aquilo, sabe que aquela pessoa pode te dar, sabe que há meios de você conseguir sozinho mas será que é a melhor decisão? Os anos continuam passando, todas as circunstâncias naturais são contrárias, o que você faz?

Essa era a situação de Abraão e sua esposa Sara e a pessoa que havia feito uma promessa a eles era o próprio Deus. 
Deus disse ao casal que eles seriam pais de uma grande nação, mas Sara era estéril. Simples assim. 
Quero iniciar as referências com essa passagem que eu acho linda: Genesis 15:2-6
"Abrão respondeu: - Ó Senhor, meu Deus! De que vale a tua recompensa se eu continuo sem filhos? Eliézer, de Damasco, é quem vai herdar tudo o que tenho. Tu não me deste filhos, e por isso um dos meus empregados, nascido na minha casa, será o meu herdeiro.      
Então o Senhor falou de novo e disse: - O seu próprio filho será o seu herdeiro, e não o seu empregado Eliézer.      
Aí o Senhor levou Abrão para fora e disse: - Olhe para o céu e conte as estrelas se puder. Pois bem! Será esse o número dos seus descendentes.      
Abrão creu em Deus, o Senhor, e por isso o Senhor o aceitou."
Abraão creu, mas 'toda promessa passa pelo teste do tempo' e eles estavam sendo reprovados. Os anos foram passando, os dois envelhecendo e nada de filhos. 
Qual a solução? Tentarmos assumir o controle da situação. Penso que Sara tinha cansado de esperar a promessa, olhou pra um lado, olhou pro outro "olha eu tenho uma escrava, Abraão tenha um filho com ela" (Gn 16:2). Mas, nem tudo saiu como o planejado e quando Agar (a escrava) descobriu que estava grávida começou a olhar com desprezo para Sara que culpou Abraão pelo que estava acontecendo e assim como ele aceitou dormir com a escrava, aceitou que a esposa tomasse a atitude que achasse melhor para resolver o que se tornara um problema. Sara viu que errou e da mesma forma que agiu impulsivamente para solucionar o problema, se livrou dele (Gn 16:6).
Passados aproximadamente 15 anos Deus precisou reafirmar a promessa que havia feito a Abraão, mostrando que não havia se esquecido (Gn 17:16-21). Abraão e Sara eram muito velhos, e Sara já havia passado da idade de ter filhos (Gn 18:11).


Muitas lutas e muitas coisas aconteceram até que a promessa se cumprisse, Deus precisou moldar o caráter e o coração do casal, mas fato é que esse dia chegou e Sara teve Isaque em seus braços (Gn 21:1-5).

Essa é a mensagem que eu tenho cravada no meu coração! Toda promessa passa pelo teste do tempo. No meio do caminho Sara teve dúvidas, errou, tentou tomar a frente, mas percebeu que nada disso valeria... e perseverou. No tempo certo a promessa chegou!

Em uma breve oportunidade compartilho com vocês minha história, minha espera pela promessa e mais especificamente a gravidez.

Beijos,

2 comentários:

  1. Oi Carol! É exatamente na história de Sara e Abraão que eu penso toda vez que fico triste por ainda não ter um baby! É muito inspiradora e me faz ter a certeza de que tudo acontece na hora certa!
    bjs
    Pri

    ResponderExcluir
  2. Tudo tem sua hora prima amada! Linda a histórias, Amo vc <3

    ResponderExcluir