terça-feira, 26 de agosto de 2014

Diário de Débora :: Apresentando!

Meninas, gostaria de apresentar mais uma colaboradora aqui do blog: Debora Micheletti.

Eu a convidei pra participar do blog porque dia desses estávamos conversando sobre como gostamos de escrever, lembrando das nossas agendas de adolescentes cheias de papeizinhos, clips coloridos, embalagens de balas e chocolates, adesivos e todos os nossos sentimentos (aaaahhh como eu gostaria de ter guardado alguma delas) e a Dé, além de gostar de escrever, personifica exatamente uma mulher multi-tarefa depois dos 29: mãe de 2 filhos, esposa, estudante, atleta, filha... enfim, ela vai explicar melhor pra vocês ao longo dos posts.
É uma pessoa que eu amo de paixão ~prima-irmã~ espero que vocês gostem dos posts e passem a ama-la também! Vai lá Dé!!!

Olá, meu nome é Débora, tenho 32 anos, nasci em Jundiaí-SP e hoje moro em Jacareí-SP.
Fui agente de trânsito, fui enfermeira, pós-graduada em UTI Cardiológica e atualmente sou estudante de Engenharia Civil. Mãe de um casal de filhos - Maria Vitória com 5 anos e Pedro Levi com 7 meses.
Estou aqui para contar um pouco da minha trajetória, como cheguei até aqui, as dificuldades, as conquistas, as dúvidas, o casamento, os filhos, a família e quais são os meus sonhos e metas.

Minha jornada é interessante pelo simples fato de ser diversificada e totalmente diferente das expectativas iniciais. Tenho que dizer que muitas vezes já me perguntei "quando foi que eu mudei de idéia?".
Pra começar vou voltar lá pro final do ensino médio, quando devemos saber o que vamos ser quando crescer.  Sabe aquela vontade de ser médica quando criança? Então, eu também tinha... e estudei pra tentar passar no tão temido vestibular, mas, não consegui de primeira e lá fui eu fazer cursinho e procurar emprego.

Comecei a trabalhar em um hospital como recepcionista e adorava o movimento, ficava vidrada nas ocorrências do Pronto Socorro e cada vez mais achava que devia fazer Medicina.
Minha mãe - mulher sábia, guerreira, mãe de dois filhos, telefonista aposentada - me disse que o melhor seria prestar um concurso público pra ficar "garantida", como sou uma ótima filha prestei o concurso que ela indicou e prestou comigo, era para Agente de Trânsito (?????), pelo menos teria  dinheiro pra pagar a faculdade.
E não é que passei entre os primeiros! Fiquei surpresa, larguei o tão querido emprego de recepcionista no Hospital e fui ser Agente de Transito em Jundiaí. Esta experiência foi espetacular, simplesmente adorei aprender a falar no rádio, conhecer realmente as leis de trânsito, valorizar o pedestre, dirigir a Kombi (muitooooo legal!!!!), ler uma placa de carro mais rápido que a velocidade da luz e saber todos as marcas e modelos de carros, caminhões, ônibus, motos. Conheci pessoas maravilhosas, colegas de trabalho, que me ensinaram muitas coisas e me auxiliaram nas dificuldades do dia a dia de uma agente de trânsito nova (em idade e profissão).


Bom, semana que vem eu conto como fui de "Amarelinha" para estudante de Direito, senão vocês vão enjoar de mim no primeiro dia!!!

Ótima semana e até o próximo post!



4 comentários:

  1. De seja bem vinda!!! Nesse cantinho tao a cara da carol!!! Bjao

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada querida!!! Estou me sentindo em casa com essa recepção tão calorosa de vocês e com o carinho imenso da Carol!! Bjokasss

      Excluir
    2. Déri todos estão amando seus posts, ficamos querendo ler o próximo... fica com gostinho de quero mais =)

      Excluir
    3. Ebaaaaa!!!! Que delícia saber disso... Obrigada pelo carinho meninasss!!! Bjokas

      Excluir