terça-feira, 2 de setembro de 2014

Diário de Débora: Sonho, estou chegando!!!

Oi gente, olha eu aqui de novo!
Gostaria de agradecer a todos que leram o primeiro post, recebi muitos comentários no face de amigos, família, de colegas da faculdade... Fico feliz que tenham gostado, agora ninguém me segura (hehehe!!!)

Continuando a história, lá estava eu feliz, concursada trabalhando como agente de trânsito em Jundiaí durante o dia e fazendo cursinho a noite. 
Devido a alguns problemas pessoais no período de inscrição nos vestibulares acabei ficando sem grana e perdendo o prazo do vestibular de Medicina tendo que adiar um pouco o sonho. 
E agora? O que aconteceu com 'o que vou ser quando crescer?' 
Dentre muitas alegrias de se ter uma família grande, ela também serve para dar conselhos. Conversei com uma prima super inteligente, enfermeira recém-formada que também queria ser médica quando mais nova sobre a escolha que ela havia feito e ela abriu minha visão. Me falou sobre a profissão que eu nem cogitei antes: contato direto e contínuo com pacientes que era o que mais importava pra mim.

Mas... como boa filha decidi mais uma vez ouvir a voz da experiência e prestei vestibular para o curso de Direito (?) em uma faculdade particular e Enfermagem em uma pública bem longe de casa (São Carlos-SP), foi tipo plano A e plano B!.
Passei em Direito e fiquei em 69º na lista de chamada em Enfermagem na UFSCar (30 chamados na 1ª, impossível!), então comecei a cursar Direito.
Eu simplesmente odiava cada aula, cada minuto dentro da sala, cada livro que o professor recomendava, tuuuudooo, aquilo definitivamente não era pra mim, mas eu ainda fui persistente e permaneci por 3 meses até saírem as vagas de Enfermagem.

Enfim... FUI CHAMADA... São Carlos, aí vou eu!!!

Nunca vou esquecer a decepção da minha mãe ao ver meu nome na lista, mas hoje sendo mãe, eu consigo entende-la melhor. Estar concursada, estudando direito na cidade natal era ter um futuro seguro, o que qualquer mãe quer para seu filho, mas eu decidi largar tudo isso e ir em busca do meu sonho... e atrás do meu sonho encontrei o amor da minha vida.


4 comentários:

  1. São pessoas que escolhem diferente que fazem a diferença nesse mundão!
    Sair do convencional e do conforto não é pra qualquer um... parabéns pela escolha!

    Bjos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada Jheni! Realmente não foi fácil escolher o mais difícil, rs!!! Mas as recompensas foram impagáveis e encontrei o amor da minha vida... #queromaisoque bjokas

      Excluir
  2. Concordo com a Jheni, quando queremos ir além, precisamos agir além dos nossos limites e do convencional, por isso você foi longe, inteligente, ousada e dedicada...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada Carol!!! A experiência de vida de morar sozinha não tem preço e consegui superar várias dificuldades de relacionamento com as pessoas que me ajudaram posteriormente, no trabalho, com a família e amigos. Foi maravilhoso!!!

      Excluir