sexta-feira, 24 de julho de 2015

Diário de Débora :: Missão Dada, Missão Cumprida

Oie, voltei com força total!!! Um post pra falar um pouquinho mais sobre mim.


Durante o período que contei no post anterior - da Mavi com 1-2 aninhos - comecei a mandar currículos pra voltar a trabalhar, mas sem sucesso. Fazia provas, entrevistas e nenhuma resposta positiva. Fiquei bem ressentida pois tinha experiência, terminado a pós-graduação, a Mavi já estava com 1 ano e eu queria muito voltar a trabalhar... Depois de muitos NÃO's pensei em vender roupas infantil já que estava acostumada a comprar pra Mavi. Achei que poderia entrar pra esse ramo (nada a ver com enfermagem, né?).

Comecei com poucas coisas e logo estava vendendo bem (roupas da Carters). Até pensei em importar roupinhas pra poder abrir uma loja com tudo certinho, mas não achei parceria pra isso. Fiquei nesse caminho por quase dois anos, adorava ir a casa das pessoas e conversar, conhecer as crianças e fazer parte dessa etapa. Mas, achava que eu podia mais, eu queria algo a mais, as roupinhas traziam um bom faturamento e até conseguia igualar, às vezes passar meu salário como enfermeira, mas sou movida à desafios e esse já havia sido superado.
Conversei com o marido e juntos, decidimos que eu deveria voltar a estudar, mas dessa vez seria um curso diferente e que trouxesse satisfação pessoal e financeira!

Eu sempre adorei matemática, física e química por isso o curso escolhido foi Engenharia Civil.

Meu marido é engenheiro e isso também pesou um pouco em minha decisão, apesar dele no início ter sugerido Arquitetura por achar que eu seria uma boa projetista. E, assim, no começo de 2012 iniciei a faculdade de Engenharia Civil. A Mavi estava com 2 anos e meio e na escola no mesmo horário que eu ia à faculdade.
No princípio foi bem complicado administrar: faculdade, casa, filha e marido. Tinha que fazer comida, arrumar a casa, passar roupa, cuidar da pequena e do marido , estudar e ainda me divertir hehehehe!!

Não contente com essas ~poucas~ coisas, no primeiro ano de faculdade, resolvemos comprar uma casa, pra sair do aluguel.
Essa decisão adicionou a minha rotina: correr atrás de financiamento, utilizar FGTS e procurar a casa.
Depois que encontrei e conseguimos comprá-la, teve a reforma. Simples assim!
Resumindo: Consegui que a casa fosse entregue em 3 meses e meio para podermos realizar mais um sonho - A casa própria
Ela ficava em um condomínio fechado em Jacareí-SP. Tinha 80m2, quintal, ficava em uma rua sem saída, o condomínio era bem plano, tinha piscina, sauna, quadra, churrasqueira, salão de festas e jogos, parquinhos, half de skate, academia indoor e ao ar livre e uma área de leitura. Um lugar ideal para se criar um filho com a liberdade de antigamente e, principalmente com vizinhos maravilhosos que tornaram-se nossos amigos e parte da família, que cultivamos até hoje - Saudades FAMÍLIA WALDEMAR! Fim de mais uma etapa!

Quero encerrar esse post dizendo que a vida sem amigos é como um caminho sem flores, uma viagem solitária, uma apresentação sem público, um dia nublado e frio, um abraço sem carinho, um beijo sem amor.
Amo tanto meus amigos e desejo que todos consigam alcançar os seus sonhos e sejam muito felizes!


Nenhum comentário:

Postar um comentário